QUANTO CUSTA TRABALHAR NA DISNEY? – DISNEY CULTURAL PROGRAM

Quanto custa fazer um intercâmbio na Disney e aproveitar tudo que os parques têm a oferecer?

Todo intercâmbio tem um custo, até mesmo aqueles que são de trabalho. Antes de ir existem vários itens que você deve somar para saber o custo real do intercâmbio e só assim poder decidir se vale a pena para você.

Longe de mim querer te fazer desistir, aliás muito pelo contrário! Quando eu fui, tive dias péssimos, pensei em desistir mais de uma vez e hoje lembro de tudo com muita saudade. Foi sim uma experiência incrível, que mudou meu olhar sobre a Disney para melhor, mudou minha perspectiva sobre muitas coisas e me fez uma pessoa melhor. Significou muito crescimento e valeu a pena cada segundo – e cada centavo. Se pudesse iria de novo sem dúvida!

Dito isso, vamos à parte da realidade: quanto custa um intercâmbio na Disney? Compensa? Financeiramente talvez não te compense. Se você só quer ir trabalhar na Disney porque acha que o dólar está alto e trabalhar ganhando em dólar vai ter fazer voltar ao Brasil com uma conta gorda cheia de dólares, já te adianto que não é bem assim não.

Claro que vai de pessoa para pessoa, se existem objetivos maiores para o dinheiro. Para mim, eu queria comprar coisas pessoais, afinal EUA tem preços muito mais acessíveis que no Brasil para a maioria das coisas e quando se ganha em dólar fica mais fácil comprar um iPhone e um iPad – que era o que eu queria, fora algumas roupas e maquiagens. Ou seja, voltei com a mala cheia de coisas e a bagagem da vida cheia de experiências, mas de dinheiro voltei com 0 reais (hahaha quem nunca, né mores?). E não me arrependo não.

Agora, se você vai investir um dinheiro para ir e quer conseguir guardar todas as semanas para ter esse valor de volta quando retornar ao Brasil, é possível sim.

Serão suas escolhas no dia a dia que irão determinar isso, já que EUA tem uma tentação de compra a cada esquina. O período do Cultural Exchange Program é fim de ano, ou seja, tem Black Friday, Natal, Boxing Day, inúmeras promoções. Ainda mais em Orlando, um destino de compras e seus muitos outlets (tem um grudado no condomínio da Disney, cuidado! Hehe)

Tenha objetivos e se organize, foco que vai dar tudo certo!

COMO FUNCIONA O PAGAMENTO

Assim que você começar já passará a ganhar pelas horas trabalhadas, mesmo as horas de treinamento, em que você ficará grudado no seu trainer observando e aprendendo. Ou aqueles dias fofinhos na Disney University tendo aulinhas e conquistando as orelhinhas. #EarningMyEars

Todas as semanas, nas quintas-feiras, o paycheck é depositado num cartão de débito. O paycheck é o salário das suas horas trabalhadas menos o valor semanal da acomodação e impostos para o governo americano. Normalmente são 30 horas semanais – para mim era mais que isso, eu trabalhava no mínimo 40 horas por semana, fora alguns dias extra. Passando do seus horários e turnos normais você ganha hora extra, é mara!

DISNEY LANGUAGE – O INGLÊS DE CAST MEMBER

O mínimo para o ano de 2018 são 30 horas semanais a 10 USD por hora. A acomodação está entre 99 USD e 130 USD por semana, dependendo do tamanho do apartamento e do condomínio o qual você irá morar. O programa esse ano pode ir de 2 a 3 meses, para efeito de conta vou colocar 10 semanas.

Então basicamente: 10 semanas x 30 horas por semana x 10 dólares a hora = 3.000 USD

Você pode fazer hora extra e turnos extras nos dias de folga e até pegar turnos em outros parques para sentir o gostinho de trabalhar em outro work location. Mas vamos calcular pelo mínimo que você pode ganhar. Se você somente trabalhar o mínimo de horas e recebendo o salário mínimo, ao fim de dez semanas terá ganho 3 mil dólares. Acredito que seja muito mais que um salário de qualquer universitário no Brasil.

GASTOS PRÉ EMBARQUE: A SELEÇÃO

O período da seleção é incerto, pode ser que você passe ou não e ainda assim terá gasto esse valor.

Primeiramente há um período de inscrição online sem custo algum, normalmente entre janeiro e maio. Assim que você se inscreve e se aproxima das datas da primeira fase você receberá um email com as informações. A primeira fase é feita em diversas capitais em maio e consiste de uma palestra obrigatória e uma entrevista feita pelo time da STB Brasil. Tem um post aqui explicando mais sobre a seleção passo a passo, aconselho você a dar uma lida para ver como é.

COMO É FEITA A SELEÇÃO PARA TRABALHAR NA DISNEY

Se você não mora em nenhuma dessas cidades, calcule seu deslocamento até a primeira fase e pelo menos um dia de alojamento, para poder fazer a entrevista no mesmo dia. Isso vai variar de pessoa para pessoa. Eu sou do interior de São Paulo e fui e voltei no mesmo dia, então desconsiderei esse custo.

A segunda fase é mais complicada pois só ocorre em São Paulo, no mês de agosto, quando o time de recrutadores da Disney vem de Orlando para fazer as entrevistas um a um, individualmente. Logo, todos que passam para a segunda fase devem se deslocar até São Paulo para a segunda fase.

PASSEI E AGORA? – GASTOS PARA IR

Passaporte

Se você já tem passaporte e ele estará válido até a sua data de retorno do intercâmbio, desconsidere. Caso nunca tenha feito passaporte ou precise renová-lo o custo de um novo é de R$257,25.

Se na sua cidade não existe posto da Polícia Federal para emissão de passaportes acrescente esse valor de deslocamentos no seu custo do intercâmbio. Leve em consideração que pode demorar, ter alguma greve inesperada ou atraso por qualquer motivo. Não deixe para tirar de última hora, afinal o passaporte vai estar válido por 10 anos e eu tenho certeza que nos próximos 10 anos você irá viajar (mantenha o mindset positivo amigx!)

Antecedentes Criminais

A Disney exige um atestado de antecedentes criminais que só pode ser emitido através da STB, agência de intercâmbio que cuida do processo no Brasil. A STB cobra R$25 pela emissão desse documento. Não pode ser feito de outra maneira, tem que ser pela STB, logo adicione esse custo.

Assessement Fee

O Assessement Fee é uma taxa cobrada pela própria Disney antes do seu embarque. É uma forma de “garantir sua vaga” e confirmar que você realmente vai. Depois da segunda fase, caso você seja aceito, só aí você deverá pagar essa quantia.

A taxa para 2018 é de USD 354,50 e não é reembolsável caso você desista e não vá. Ou seja, você só paga essa taxa caso realmente vá para o Cultural Exchange Program da Disney.

Para pagar a taxa você precisará de um cartão de crédito internacional com limite disponível para esse valor pois pagará diretamente à Disney e é referente à taxa de manutenção do condomínio onde você irá morar e ao valor referente as duas primeiras semanas de acomodação. Abaixo eu explico melhor o que é Assessement Fee.

Taxa de conservação do condomínio onde você irá morar:

  • custos com manutenção, limpeza, segurança 24 horas, portaria para receber suas encomendas da Amazon;
  • transporte de ônibus da Disney para todos os locais de trabalho, inclusive para os parques nos days-off, transporte para supermercados e shoppings de Orlando;
  • piscina, quadras, academia, laboratório de computadores e lugar para lavar e sacar roupas;
  • Festas e eventos nos condomínios, como a graduation;

Os eventos são bem legais, sempre têm personagens para fotos, tem comida (pizza ou hambúrguer geralmente), gente de todos os lugares e um dj. Tivemos um baile de inverno bem ao estilo filme americano, num salão de convenções de um dos resorts da Disney. Tivemos vários cenários temáticos com os personagens, um jantar de vários pratos e sobremesas e uma festa com dj. Não perca esses eventos, sério!

Valor referente a crédito para as duas primeiras semanas de acomodação:

Você irá morar no housing, um dos condomínios de apartamentos da Disney. Os apartamentos variam de 2 pessoas até 8, mas o tamanho do apartamento é proporcional então terá uma casa maior para mais gente e vice e versa. As casas são equipadas com tudo que se precisa menos um roteador (yep, a internet é por cabo! e vocês terão de comprar um roteador para ter wifi na casa toda).

O preço da acomodação varia de 99 a 130 dólares semanais e incluem todos os gastos (internet, telefone, energia, gás, condomínio), vai variar dependendo do condomínio e do tamanho do apartamento. Você não terá escolha, mas pode pedir por um email o condomínio e até fazer uma lista de pessoas com quem gostaria de morar. Não é certeza que será atendido mas pedir pode hehe. Eu não pedi nada, deixei que me colocassem em qualquer um. Acabei pegando o mais barato e dividi a casa com 7 americanas, o que foi bem legal.

Essa foto aqui é do nosso amigo secreto de Natal, na sala da nossa casa. A Jamie, da California, atravessou os EUA de carro com o namorado e levou uma árvore de Natal, um roteador e uma TV bem grande. (apenas dei sorte!) Nossa casa era única com árvore de Natal, luzinha e enfeites. No dia uma delas teve que trabalhar e ela não saiu na foto, justo a que me tirou.

Depois que elas foram embora me mudaram para uma casa com mais 5 brasileiras, o que foi ainda melhor. #OhanaMeansFamily Aliás são elas naquela foto lá em cima no nosso dia de graduation!

Toda semana a acomodação será descontada do seu paycheck, porém, as duas primeiras semanas já serão pagas aqui no Brasil em forma de crédito. Assim, você fica garantido enquanto ainda não recebeu seu primeiro salário e fica mais livre para fazer suas compras essenciais assim que chegar em Orlando, como a primeira compra de mantimentos, lençol, toalha, etc. (Leve de casa caso não queria gastar com isso!) Por isso você deve pagar essa taxa, que em tese volta para você mesmo.

PASSAGEM AÉREA

Não, as passagens aéreas para os EUA não são pagas pela Disney. Nem mesmo o shuttle, van que te leva entre o aeroporto e o condomínio, é por conta deles.

A compra das passagens é por sua conta e pode incluir outros destinos nos EUA depois de Orlando, desde que não ultrapasse 30 dias do fim do seu contrato senão você corre o risco de ficar ilegal e ter problemas. O #Visto de intercâmbio de trabalho remunerado só é válido pelo período de contrato, mas tem um período bônus de 30 dias, chamado #graceperiod.

Por exemplo, você pode trabalhar na Disney e guardar dinheiro durante seu intercâmbio para conhecer Nova Iorque (bem comum fazerem isso btw) mas sua passagem já deve constar isso desde o princípio: São Paulo – Orlando, Orlando- Nova Iorque, Nova Iorque – São Paulo, por exemplo. Quando acabar seu contrato passa a contar esses 30 dias de grace period. Eu fiquei apenas alguns dias a mais e fui para Miami, então meu vôo de volta saiu de Miami.

Você pode comprar as passagens por qualquer companhia aérea, mas normalmente a STB têm os melhores preços porque eles compram para muita gente nos mesmos vôos e com desconto de estudante. Vale a pena pesquisar e comparar, mas quase sempre pela STB é mais barato.

Se suas passagens forem de São Paulo – Orlando, Orlando – São Paulo, o valor varia de R$1.900 a R$2.700. Claro que mais uma vez dependerá da sua cidade de origem e se fará mais destinos nos EUA. Para efeito de cálculo, colocarei 1.000 USD na conta.

VISTO J1

E por fim, o tão comentado J1! O visto de trabalho remunerado para quem vai trabalhar nos EUA. Se você tem o visto de turismo nos EUA ou não, pouco importa, todos terão que fazer o processo de visto da mesma forma. Esse é um visto diferente daquele de turistas, que te dará direito ao Social Security Number (como se fosse um CPF), que te permite trabalhar legalmente e receber por isso.

Para o visto você precisa da carta de aceite da Disney, então não se desespere: você só poderá dar entrada depois da resposta da segunda fase. Vai parecer que está em cima da hora, mas dá tudo certo!

A taxa do visto J1 é de 160USD e você ainda terá uma taxa de 35USD chamada de taxa SEVIS, para o Departamento de Segurança Nacional dos EUA.

Para o visto você terá que se deslocar até o consulado dos EUA para entrevista e depois para buscar seu passaporte, vai variar de pessoa para pessoa. Para mim era só ir até São Paulo, que é perto e não foi problema, mas dependendo de onde você mora pode ser um custo extra.

SEGURO SAÚDE

O seguro saúde de viagem é altamente aconselhável sempre! Sempre que for fazer uma viagem tenha um seguro de viagem e/ou de saúde. Nem vou explicar muito, mas tive um acidente de carro quando estava na Disney e a menina que estava comigo precisou de um raio-x no braço. Só esse raio-x custou 340 dólares, ou melhor, custaria caso não tivéssemos o seguro obrigatório. Se eu puder dar uma só dica, tenha seguro para qualquer viagem.

Para trabalhar na Disney além de aconselhável é obrigatório. Um seguro de saúde internacional com um valor mínimo de cobertura de 30 mil dólares, eles vão informar melhor nas palestras.

Pois é #VidadeCastMember não é fácil, não!

RESUMINDO OS GASTOS

  1. Deslocamento à primeira fase em uma capital pré estabelecida, em maio
  2. Deslocamento à segunda fase em São Paulo, em meados de agosto
  3. Tirar passaporte ou renovação (R$257,52) + deslocamentos
  4. Antecedentes criminais feito pela STB (R$25)
  5. Assessement Fee USD 354,50 pago por cartão de crédito internacional
  6. Passagens aéreas de ida e volta (em torno de USD 1.000)
  7. Visto J1 (USD 160) e SEVIS fee (USD 35)
  8. Seguro de saúde internacional obrigatório
  9. Acomodação por 8 semanas, 2 primeiras já estarão pagas no assessement (8 x 100 USD = 800 USD)

Portanto:

As taxas (visto + assessement) somarão 549,50 USD

As passagens estarão em torno de 1.000 USD

Acomodação pelo tempo de intercâmbio todo – 2 primeiras semanas 800 USD

Passaporte novo/renovação + antecedentes 282,52 BRL

+ Deslocamentos para seleção, primeira e segunda fases

+ Deslocamentos para tirar o visto no consulado americano

+ Seguro de saúde internacional para 10 semanas

TAXAS, ACOMODAÇÃO, PASSAGEM… O QUE EU GANHO?

  • Todos os cast members têm o direito de usar rides e atrações que ainda estão em modo teste e ainda não estão disponíveis aos guests.
  • A não ser por seus horários de trabalho, está liberado entrar nos parques e resorts quantas vezes quiser. Meses de entradas na Disney até enjoar – se tiver como enjoar!
  • Há também um desconto de funcionários (de 20% nesse ano – não tenho certeza, no meu ano era 40%) para tudo que for vendido nas lojas da Disney.
  • Treinamento de diversas áreas em uma das maiores empresas de entretenimento do mundo a #DisneyCompany;
  • Experiência profissional de lidar com pessoas, um público diverso culturalmente;
  • Trabalhar com desafios diariamente e ter mais flexibilidade;
  • Um cast member tem direito a entrar com mais três convidados no parque de graça, por três vezes no ano (3 dias de entrada com 3 pessoas cada dia);
  • Ter uma empresa modelo de excelência de atendimento no currículo;
  • Praticar o uso da língua e adquirir fluência no inglês, inclusive com sotaques;
  • Conhecer os bastidores da Disney e os locais onde só um cast member entra;
  • OHANA – a melhor coisa que se leva são as pessoas incríveis que você conhece e as amizades para a vida inteira

#Disney #VidadeCastMember #Orlando #CustosdeIntercâmbio #TrabalharNaDisney

Uma consideração sobre “QUANTO CUSTA TRABALHAR NA DISNEY? – DISNEY CULTURAL PROGRAM”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s