SARAGOÇA E A FESTA DE NOSSA SENHORA DE PILAR

Saragoça, ou Zaragoza em Aragonês, é a capital do reino de Aragão e a quinta maior cidade da Espanha. Em outubro a cidade se enche de festa, visitantes e rosas vermelhas em homenagem à padroeira, N. Sra. do Pilar.

Apesar de ser  quinta maior cidade da Espanha, Saragoça não está nos planos dos brasileiros que visitam a Espanha.

Saragoça se encontra em ponto estratégico entre Barcelona e Madri ou Madri e Bilbao, no Pais Vasco. Passar um dia ou até mesmo uma tarde em Saragoça pode ser muito agradável, principalmente se estiver viajando de carro.

A Basílica de Nossa Senhora do Pilar

Se para brasileiros Saragoça não é muito conhecido, para nossos vizinhos peruanos é um ponto de peregrinação. Há quem venha do Peru todos os anos trazendo seu artesanato para vender e pagar os custos da viagem em devoção à Nossa Senhora do Pilar. 

Enquanto o rei Fernando II de Aragão investia na expansão do seu reino para região da Itália, sua esposa, a rainha Isabel de Castela, incentivava homens a investir suas riquezas em viagens expansionistas à América. O reino castelhano garantia títulos de nobreza e rendimentos aos homens ricos sem títulos que se colocavam no mar em dividir as terras no Novo Mundo. Com isso muito dos costumes e religião castelhanos foram levados e impostos aos povos que ali já estavam. Hoje a devoção à Nossa Senhora do Pilar é tão comum na Espanha quanto no Peru, trazendo muito turistas à Saragoça.

Durante todo o mês de outubro, a Basílica de Nossa Senhora do Pilar e a Praça do Pilar ficam em verdadeira festa e a cidade oferece uma programação artística extensa. No dia 12 de outubro, dia da padroeira, mulheres tanto aragonesas e peruanas, levam verdadeiras braçadas de rosas vermelhas vestindo trajes típicos.  

Plaza del Pilar e a Basilica del Pilar (à esquerda). Logo pelas primeiras horas da manhã centenas de pessoas chegavam para a primeira missa.

As influências espanhola, romana e árabe

A capital da região de Aragão é muito antiga. O nome da cidade vem de Ceasar Augusto, primeiro imperador de Roma.  Com a conquista dos árabes o nome passou a ser Šarakusta. Hoje diz-se Zaragoza em aragonês, ou Saragoça em português.

Essa grande influência espanhola, árabe e romana é muito presente na cidade. Você pode ver ruínas de salas de banhos e anfiteatros da época da dominação romana na antiguidade , assim como as cores muito vibrantes da arquitetura islâmica.

Grande exemplo disso são as cúpulas da Basílica com as cores azul, verde e amarelo que se pode ver do outro lado do rio Ebro, também com o Palácio de Aljafería, palácio da famíia Aragão.

Andando pelas ruas de Saragoça, desde a basílica até o Palácio de Aljafería, se pode ter uma imersão dessa cultura tão rica e é melhor maneira de conhecer a cidade.

O Palácio de Aljafería

O Palácio de Aljafería é o ponto alto de Saragoça na minha opinião. Fui com um grupo de amigos e ficamos horas nos jardins, sentamos jogar cartas na grama.

É um lugar realmente agradável, principalmente porque a arquitetura islâmica do lugar faz com que por dentro do palácio seja mais fresco que o calor insuportável do lado de fora. 

Vale muito o passeio e a entrada é gratuita todo primeiro domingo do mês, a não ser que você queira seguir com um tour guiado. Nos demais dias a entrada é 2€.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s